CORTE

QUÍMICO

CABELOS ELÁSTICOS SE PARTINDO NA HORA DE PENTEAR

O corte químico capilar acontece por vários motivos, sendo sua principal causa a aplicação de mais de um procedimento químico em um curto espaço de tempo.

Quando o cabelo já está fragilizado e passa por um processo agressivo a fibra, acaba rompendo as pontes de ligação de enxofre que temos dentro do cortex, a qual da estrutura ao cabelo. Com o rompimento dessas ligações, o cabelo fica frágil, perde sua massa fibrila e acaba se partindo.

Após um corte químico, o cabelo precisa de tratamento de recuperação de fibra capilar. 

Para isto, são necessários tratamentos capilares expessificos que utilizam de nanotecnologia para conseguir penetrar o cortex e iniciar o processo de regeneração da fibrila.

Após o corte químico, é necessário fazer reposição de massa capilar com proteínas e aminoácidos, reconstrução e reposição de massa fibrila no cortex, reconstrução curricular com queratina e creatina e hidratação profunda dia fios com ativos de nanotecnologia e queratina hidrolisada. 

 

Para isto, busque sempre um profissional qualificado na área para fazer o protocolo de reconstrução.